Congresso Mundial de Engenheiros Escritores

Forte das Cinco Pontas - Recife - 13 a 16 de março 

 
Ernesto Melo e Castro    Aluízio Fagundes  Marc Meyers  Evando Miirra  Sebastião Campello  Melchíades Montenegro Filho  Antonio Nunes  Ney Perracini  Andrea Taubman  Carlos Newton Júnior Hélio Teixeira Coelho  Caio Porto  Alexandre Santos  José Luiz da Mota Menezes
 

Ernesto Melo e Castro

Ernesto Melo e Castro

Ernesto Melo e Castro

Ernesto Melo e Castro

ERNESTO MELO E CASTRO

 

Ernesto Manuel Geraldes de Melo e Castro
Nasceu na Covilhã, Portugal, em 19 de Abril de 1932
Nome literário: E.M. de Melo e Castro

1. FORMAÇÃO
1956 - Engenheiro Têxtil pelo Instituto Tecnológico de Bradford, Inglaterra. Exerceu esta profissão paralelamente à de escritor até 1996, dedicando-se também ao ensino tecnológico e à publicação de manuais de tecnologia e design têxtil.
1998 - Doutor em Letras ( Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa) pela Universidade de São Paulo (USP),
2009 - Pós-doutorado, em Literatura Portuguesa do Séc.XX, na FALE, Universidade Federal de Minas Gerais..Título do Relatório de Pesquisa apresentado: O Paganismo em Fernando Pessoa e sua projeção no mundo contemporâneo.
 

2. ATIVIDADE ARTÍSTICA
Praticante e teórico da Poesia Experimental Portuguesa nos anos 60, introdutor em Portugal da Poesia Concreta (IDEOGRAMAS, 1962) é considerado pioneiro da videopoesia (RODA LUME, 1968 ). Entre 1985 e 1989 desenvolveu na Universidade Aberta de Lisboa um projeto de investigação e criação de videopoesia denominado SIGNAGENS que teve continuação no seu próprio estúdio ( série de videopoemas Sonhos de Geometria- 1993 ) e no Estúdio Grande Som – Lisboa ( série de videopoemas fractopoemas 2005).
Em 2006 realizou uma grande exposição retrospectiva denominada O CAMINHO DO LEVE, no Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves, no Porto, Portugal, da qual se fez um livro catálogo.
Desde os anos 60 do século XX até 2012 realizou numerosas exposições do seu trabalho de poesia visual em vários países da Europa, no México e no Brasil.

3. PRÊMIOS
A sua poesia, de 1950 a 1990, encontra-se reunida no volume TRANS(A)PARÊNCIAS, Sintra, Tertúlia, 1989, livro que ganhou o Grande Prémio de Poesia Inaset – Inapa de 1990, o mais importante prémio de Poesia em Portugal, na época.
O livro de ensaios VOOS DA FÉNIX CRÍTICA, Lisboa, Edições Cosmos, 1995, obteve o Prêmio Jacinto do Prado Coelho, da Delegação Portuguesa da Associação Internacional dos Críticos Literários.

4. LISTA DE OBRAS MAIS RELEVANTES DE CRIAÇÃO POÉTICA E DE TEORIA E CRÍTICA LITERÁRIAS, publicadas em Portugal e no Brasil
• ANTOLOGIA DA NOVÍSSIMA POESIA PORTUGUESA, em colaboração com Maria Alberta Menéres. Lisboa, Moraes Editores, 1ª ed, 1959; 2ª ed. 1962; 3ª ed. 1971
• IDEOGRAMAS ( poesia concreta). Lisboa, Guimarães Editores, 1962
• A PROPOSIÇÃO 2.01 - POESIA EXPERIMENTAL ( ensaios e antologia internacional), Lisboa, Ed, Ulisseia, 1965
• O PRÓPRIO POÉTICO (ensaios), São Paulo, Quíron, 1973
• ANTOLOGIA DA POESIA PORTUGUESA, 1945-1977, 2 vol., em colaboração com Maria Alberta Menéres. Lisboa, Moraes Editores, 1979
• LITERATURA PORTUGUESA DE INVENÇÃO (ensaios). São Paulo, Difel, 1984
• O FIM VISUAL DO SÉCULO XX, coletânea de ensaios organizada por Nádia Battella Gotlib. São Paulo, Edusp, 1993
• VISÃO VISUAL ( poesia visual 1961/1993 ) Rio de Janeiro, Francisco Alves, 1994
• TRANS(A)PARÊNCIAS poesia 1952-1989. Sintra, Ed.Tertúlia, 1989
• ENTRE O RIGOR E O EXCESSO: UM OSSO ( poesia). Porto, Ed. Afrontamento, 1994
• FINITOS MAIS FINITOS ( ficções). Lisboa, Ed. Hugin, 1996
• VOOS DA FENIX CRÍTICA(ensaios) Lisboa, Edições Cosmos, 1995
• ALGORRITMOS ( infopoemas), São Paulo, Musa Editora, 1998
• VOOS DA FÉNIX CRÍTICA II (ensaios) Lisboa, Edições Cosmos, 1998
• ANTOLOGIA EFÉMERA, POESIA 1950 / 2000, Rio de Janeiro, Lacerda Editores, 2000
• O LIMITE DAS COISAS, ( poesia). Porto, Ed. Campo das Letras, 2003
• LIVRO DE RELEITURAS E POIÉTICA CONTEMPORÂNEA, ( ensaios de crítica, teoria, e tecnologias ). Belo Horizonte, Ed. Veredas & Cenários, 2008
• QUATRO CANTOS DO CAOS (poema), São Paulo, Selo Demônio Negro, 2009
• NEO-POEMAS –PAGÃOS, (poesia 2003-2010). São Paulo, Editora Selo Demónio Negro, 2010, 2ª edição 2012
• O PAGANISMO EM FERNANDO PESSOA E SUA PROJEÇÃO NO MUNDO CONTEMPORÂNEO, São Paulo, Anna Blume Editora, 2011
• A AGRAMATICIDADE DAS FERIDAS DO CORAÇÃO ( poemas), São Paulo, Dulcineia Catadora, 2011
• Do claro e do Escuro – poemas 2010-2013, São Paulo, Musa Rara/Terracota, 2013

5. HISTÓRICO PROFISSIONAL ( abreviado )
De 1956 a 1965 trabalhou em duas fábricas têxteis em Portugal.
De 1965 a 1973 foi Diretor dos Serviços Técnicos da delegação portuguesa do Secretariado Internacional da Lã.
De 1973 a 1976 foi consultor Freelancer de numerosas fábricas têxteis em Portugal
Foi Professor de Design Têxtil e Teoria de Cor no IADE ( Instituto Superior de Arte, Design e Marketing), em Lisboa, onde também exerceu as funções de Coordenador do Curso de Design de Moda e de Presidente do Conselho Diretivo do Curso Superior de Design, de 1976 até 1996.
Na PUC de São Paulo em 1997, ministrou os dois primeiros cursos de pós-graduação de Arte Multimedia e Infopoesia.
Na USP foi Professor Colaborador e em seguida Professor Visitante na Área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, de 1996 a 2001, ministrando disciplinas de Graduação e Pós-Graduação.
Na UNI-BH ( Belo Horizonte ) realizou vários seminários de POIESIS e TECNOLOGIA, assim como no ITAÚ Cultural de São Paulo de 1998/2000
Em 2002 regressa a Portugal e lecionou as seguintes disciplinas na ESAP (Escola Superior Artística do Porto, Portugal) : Teoria a Crítica da Arte, Arte e Comunicação, Teoria da Comunicação, Design de Comunicação, Arte Multimedia, Teoria das Artes Plásticas, Geometria na Arte, de 2001 a 2008.
No Instituto Piaget (Almada, Portugal) lecionou : Semiótica e Semiologia Geral e das Artes, Lingua e Literatura Portuguesas ( para alunos de Jornalismo), de 2002 a 2005. E
Em 2012 realiza em Coimbra (Portugal) na Casa da Escrita, uma exposição dos seus 14 últimos trabalhos de Videopoesia e de alguns trabalhos anteriores, com título-tema “DO LEVE À LUZ”.
A partir de 2009 Reside novamente em São Paulo, onde tem participado em numerosos eventos poéticos e ministrou em outubro de 2012 o curso “Fernando Pessoa no século XXI”

 

Clique aqui e cxonheça um pouco da história do Clube de Engenharia de Pernambuco

União Brasileira de Escritores