Congresso Mundial de Engenheiros Escritores

Forte das Cinco Pontas - Recife - 13 a 16 de março 

 
Ernesto Melo e Castro    Aluízio Fagundes  Marc Meyers  Evando Miirra  Sebastião Campello  Melchíades Montenegro Filho  Antonio Nunes  Ney Perracini  Andrea Taubman  Carlos Newton Júnior Hélio Teixeira Coelho  Caio Porto  Alexandre Santos  José Luiz da Mota Menezes
 

Evando Miirra

Evando Miirra

EVANDO MIRRA DE PAULA E SILVA

Nascido em Andrelândia, MG. Graduado em Engenharia Mecânica e Elétrica, UFMG; Mestre em Ciência e Engenharia de Materiais, COPPE /UFRJ; Doutor em Ciências, Universidade de Paris. Aperfeiçoamento (Management of Quality and Productivity), George Washington University, EUA. Pesquisador Visitante nas Universidades de Tóquio, Japão (1984), Berkeley, EUA (1988) e Compiègne, França, (1994-1996). Membro da Academia Brasileira de Ciências, da Academia Nacional de Engenharia e da Associação Brasileira de Engenheiros Escritores, é Professor Emérito da UFMG e Pesquisador Emérito do CNPq.

Histórico: Iniciou sua carreira como pesquisador no Grupo do Tório do Instituto de Pesquisas Radioativas de Minas Gerais. Realizou o Mestrado na COPPE /UFRJ (1967), onde trabalhou com o prof. David Baldwin em propriedades mecânicas de ligas superplásticas. Obteve o Doutorado em Ciências na Universidade de Paris, em 1972, tendo trabalhado com o prof. Paul Lacombe sobre estruturas e propriedades mecânicas dos metais hexagonais compactos. Ao retornar ao Brasil, participou da montagem do curso de Pós-Graduação em Metalurgia da UFMG em 1972. Em 1984 frequentou o curso Management of Quality and Productivity de W. Edwards Deming, na George Washington University, EUA, e fez parte da missão ao Japão que originou o primeiro Programa Brasileiro da Qualidade, administrado pela Fundação Christiano Ottoni. Em 1986 tornou-se Pró-Reitor de Pesquisa da UFMG, e presidiu o Fórum Nacional de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação. Em 1988 foi Chairman do World Materials Congress, em Chicago, EUA. Em 1990 tornou-se Professor Titular da UFMG. De 1990 a 1994 foi Vice-Reitor da UFMG. Entre 1994-1996 trabalhou, na França, em rede de pesquisas sobre caracterização e análise de superfícies em materiais. Em 1998-1999 presidiu o Centro Tecnológico de Minas Gerais - CETEC. Foi Presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq de 1999 a 2002. Foi Presidente do CGEE - Centro de Gestão e Estudos Estratégicos em Ciência, Tecnologia e Inovação, de 2002 a 2006. Foi Diretor da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, de 2006 a 2009. Responsável por diversos cursos de Ciência e Engenharia de Materiais, ministrou ainda cerca de 40 cursos em indústrias brasileiras, nas áreas de Metalurgia Física e Transformações de Fase aplicadas a processos industriais. Orientou 26 teses na pós-graduação e 48 alunos de iniciação científica. Suas atividades de pesquisa em transformações de fase nos materiais, interação gás-metal e engenharia de superfícies geraram mais de uma centena de publicações científicas, patentes e diversos produtos e processos tecnológicos. Trabalhou também com programas de Qualidade e de Tecnologia Industrial Básica.

É membro de comitês editoriais de Science et Génie des Matériaux, França, e Matéria - Revista Virtual Latino Americana de Materiais. Fez parte do conselho científico do Instituto de Estudos Avançados da UFMG, do conselho da Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais, do Conselho Deliberativo do CNPq, do Conselho Curador da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais - FAPEMIG, do Conselho Superior do Programa Transdisciplinar de Estudos Avançados da UFRJ, da Comissão de Coordenação do Programa Núcleos de Excelência - PRONEX /MCT, do Conselho da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC, da Comissão de Coordenação do Programa de Apoio do Desenvolvimento Científico e Tecnológico - PADCT, do Grupo de Avaliação dos Institutos de Pesquisa do MCT/CNPq, do Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia – CONECIT /MG e do Conselho de Administração da Cosipar Siderurgia. Consultor de diversas empresas brasileiras, como Acesita, Açominas, Belgo-Mineira, Companhia Siderúrgica Tubarão-CST (hoje componentes do Grupo Arcelor-Mittal), Companhia Siderúrgica Nacional-CSN, Vallourec-Mannesmann, Usiminas, Rima e Gerdau. Consultor de C&T da Organização dos Estados Americanos-OEA, em Washington, EUA; do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação-MCTI; do Ministério da Educação-MEC; do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico-CNPq; da Financiadora de Estudos e Projetos-FINEP, da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo - FAPESP e da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais - FAPEMIG. Coordenou o Comitê para Projetos Cooperativos em Ciência e Tecnologia entre América Latina, Caribe e União Europeia-ALCUE.

É Professor Emérito da UFMG; Pesquisador Emérito do CNPq; Membro do Conselho do Instituto de Pesquisas Eldorado; do International Institute for Large Scale Innovation – ILSI, San Francisco, EUA; da Associação Brasileira de Engenheiros Escritores – ABRAEE. Representou o Brasil em reuniões sobre Inovação, em países como Alemanha, Estados Unidos, Inglaterra, China, Canadá, Argentina, Colômbia e Cuba. Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências e Membro Titular da Academia Nacional de Engenharia.

É atualmente Diretor da Academia Brasileira de Ciências e Diretor da ABM – Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração.
Recebeu, entre outros prêmios e condecorações, a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico (Presidência da República); Comenda da Ordem Nacional do Mérito Científico (Presidência da República); Comenda da Ordem de Rio Branco (Ministério das Relações Exteriores); Medalha do Pacificador (Exército Brasileiro); Medalha do Mérito Militar (Exército Brasileiro); Comenda da Ordem da Renascença (Estado do Piauí); Comenda da Ordem Moraes Rego (Clube de Engenharia de Pernambuco); Medalha de Honra da Inconfidência (Estado de Minas Gerais); Medalha Ciência & Tecnologia de Minas Gerais; Medalha Conselheiro Christiano Ottoni; Medalha do Mérito Legislativo de Minas Gerais; Prêmio Brasimet - Associação Brasileira de Metalurgia e de Materiais; Prêmio FUNDEP - Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa; Prêmio Metal Leve; Prix d'Honneur da Société Française de Métalurgie et des Matériaux, França. Foi escolhido Engenheiro do Ano em Minas Gerais (2001) e recebeu o Prêmio Pan-americano de Engenharia (2010).

 

 

Clique aqui e cxonheça um pouco da história do Clube de Engenharia de Pernambuco

União Brasileira de Escritores